‘Doula’ é uma palavra de origem grega que significa serva. Tornou-se o termo usado para definir alguém que cuida de uma mulher durante os parto e nascimento e também nos primeiros dias e semanas após a chegada do novo bebé.

Hoje em dia, e porque vivemos em comunidades menos coesas do que no passado, as mulheres muitas vezes optam por contratar alguém para cumprir o papel de companheira de parto, anteriormente assumido por uma avó, tia ou outra mulher experiente da comunidade.

Presença tranquilizadora
Uma doula é frequentemente, mas nem sempre, uma mulher. Ela terá uma perspectiva positiva sobre o nascimento e a maternidade, advinda de suas próprias experiências ou por meio da assistência oferecida a outras mulheres. O seu papel consiste em fornecer apoio emocional e prático a uma mãe, ao seu parceiro e à sua família durante a gravidez, o parto e o período pós-parto.

Mantendo um espaço seguro
Idealmente, uma doula terá uma compreensão da fisiologia do nascimento e a sua prestação terá como objectivo criar um ambiente que propicie um parto e um nascimento suaves. Ela estará presente para ajudar a nova mãe a sentir-se segura e ser a sua companheira ao lado ou no lugar do parceiro.

Uma defensora
A doula não é um profissional de saúde e não substitui uma parteira ou um médico. Em vez disso, sua posição é ser uma defensora da mulher que nasceu e ajudar a comunicar as suas preferências e escolhas aos profissionais da área médica.

doula-back-massage
Uma companheira na jornada
Normalmente, uma doula ir-se-á encontrar com a mulher grávida ou o casal 2 a 3 vezes durante a gravidez e também pode estabelecer contacto telefónico.
Uma doula pode trabalhar com eles durante este período para ajudar a enfrentar dificuldades que surjam, como dúvidas ou medos, ou para auxiliar na preparação dos diferentes níveis do nascimento e da parentalidade.
Ao ouvir os seus pensamentos e sentimentos e compartilhar informações relevantes, ela pode ajudar os futuros pais a navegar pelas diferentes decisões que precisam de tomar em relação aos cuidados maternos.

De plantão
Normalmente, uma doula estará disponível “de plantão” 24 horas por dia durante as últimas semanas de gravidez, de modo a que ela possa ser contactada quando o trabalho de parto for iniciado.

doula-breastfeeding
“Maternando” a mãe
No período do puerpério, uma doula pode fornecer apoio emocional e prático em casa enquanto mãe e pai se ajustam à vida com o novo bebé. Ela pode apoiar a amamentação, fornecer um ouvido atento enquanto os novos pais processam todas as suas experiências ou oferecer ajuda em casa ou com crianças mais velhas, para que os pais possam saborear o recém-nascido.

Encontrar uma doula
O casal gestante pode escolher um amigo ou membro da sua família ou ainda um outro membro experiente de sua comunidade como companheiro de nascimento. Se não conhecer pessoalmente alguém adequado, pode pedir a um amigo uma recomendação ou procurar alguém por meio de uma das plataformas on-line, a encontrar na nossa página de links úteis.

………………………………………………………

Doula is a word of greek origin meaning servant or handmaiden. It has become the term used for someone who takes care of a woman during labour and birth and in the early days and weeks with a new baby.

These days, when we live in less close-knit communities than in the past, women are often choosing to hire someone to fulfil the role of a birth companion that might once have been taken by a grandmother, aunt or other experienced woman in the community.

Reassuring presence
A doula is often, but not always, a woman. She will have a positive perspective on birth and mothering either through her own experiences or by attending other women. Her role is to provide emotional and practical support to a mother, her partner and family throughout pregnancy, birth and the post partum period.

Holding a safe space
Ideally, a doula will have an understanding of birth physiology and will aim to create an environment that is conducive to a smooth labour and birth. She is there to help the new mother feel safe and to be her companion alongside or in place of her partner.

An advocate
A doula is not a medical professional and does not replace a midwife or doctor. Rather her position is to be an advocate for the birthing woman to help communicate her preferences and choices to the medical professionals.

A companion on the journey
Typically a doula will meet with the pregnant woman or couple a 2-3 times during pregnancy and may also have phone contact.
A doula may work with them throughout this period to confront difficulties that arise such as doubts of fears or to prepare on different levels for birth and parenthood.
By listening to their thoughts and feelings and sharing relevant information, she can assist expectant parents in navigating the different decisions they may need to make regarding maternity care.

On-call
Normally, a birth doula will be available ‘on-call’ 24 hours a day during the last few weeks of pregnancy so that she can be contacted when labour starts.

Mothering the mother
Postnatally, a doula can provide emotional and practical support in the home as mum and dad adjust to life with a new baby. She may give support for breastfeeding, provide a listening ear as they process their experiences, or offer help around the house or with older children so that they can relax with their newborn.

Finding a doula
You may choose a trusted friend or family member as your birth companion or another experienced member of your community. If you don’t personally know anyone suitable, you may want to ask a friend for a recommendation or search for someone through one of the online platforms, which you can find on our useful links page.